30 de abr de 2014

DIÁRIO DE UMA POMBINHA






Querido diário,

Hoje, botei meu primeiro ovinho. Estou grávida de outro. Quando estiver com os dois no ninho, vou chocar meus filhotes. Meu maridinho querido cobriu-me de atenção, de carinho e de proteção, durante o dia todo. Vai morrer de alegria, quando voltar. Boa noite!

SAUDAÇÃO DA TARDE

Nuvens com formas esquisitas e belas, como redemoinhos, e uma tímida lua crescente fazem a beleza de minha tarde.

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - NOCA DA PORTELA E TIÃO MIRACEMA



"Tudo que ela vê numa vitrine ela quer. Tudo o que ela quer tenho que dar sem reclamar porque, senão, ela chora e diz que vai embora."



Noca da Portela e Tião de Miracema em "É preciso muito amor".

Vídeo com o autor:
https://www.youtube.com/watch?v=K7FcwdbPyVQ


Imagem: Veja Rio.
http://vejario.abril.com.br/musica-e-noite/tres-perguntas/noca-portela-676874.shtml

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

O dia amanhece com uma pombinha no ninho, visível da minha janela. Uma disputa por posse é assistida por minha mulher, que me chama, mas chego atrasado para fotografar pardais tentando assaltar o ninho. O macho ajuda no aperfeiçoamento da edificação (aquela posição dos dois é só para colocar mais um raminho, não fiquem pensando besteira!). Espanta os pardais mais
um provável concorrente e fica de guardião. Vou tentar reportar melhor, no correr dos próximos dias.

29 de abr de 2014

CRITÉRIOS DE ARBITRAGEM, CRITÉRIOS DE COMENTARISTAS: CLUBISMO? REGIONALISMO?

Assisti, ontem, pelo "Bem amigos", a uma discussão sobre várias decisões de árbitros de futebol, no último fim de semana. A primeira polêmica foi sobre o gol de empate do São Paulo, contra o Cruzeiro. O árbitro do jogo deu falta do zagueiro celeste; o comentarista em Minas Gerais disse que Luiz Fabiano atropelou o zagueiro. Arnaldo César Coelho discordou. Disse que Bruno impediu, irregularmente, o avanço de Luiz Fabiano. No voto de cada um ficou caracterizado um desencontro, ainda que pequeno. Penso que não pode ter sido difícil analisar o lance, mesmo antes da repetição pela TV. Bruno foi enganado pela bola e deixou Luiz Fabiano entre ele e Dedé; Bruno recuperou-se logo e passou à frente. Em nenhum momento correu em direção à bola. Ao contrário, todo o seu movimento foi no sentido de frear, para impedir o avanço do atacante do São Paulo. A força que colocou no movimento indica isto com nitidez. O "atropelo" de Luiz Fabiano foi posterior a essa falta do zagueiro, tentando escapar da forte obstrução.
Léo Moura deu um carrinho em Petros - José Patrício/EstadãoUma outra polêmica foi sobre a expulsão de Leonardo Moura, quando atacou um corintiano por trás. Leonardo correu para o juiz, indicando com o dedo que fora a primeira falta. Gerou divergências, também. Penso que a falta foi daquelas de parar jogada, em que o faltoso sabe que não conseguirá alcançar a bola, mas ataca nas pernas do adversário.
Incomodam-me as divergências em lances que acho claros, com os divergentes tentando explicar o que a imagem não mostra. Não sei se são divergências sinceras, ou fruto de clubismo ou de regionalismos. E vejo contradições entre os próprios comentaristas, que costumam condenar o árbitro por um cartão vermelho, ou mesmo amarelo, argumentando que o juiz deve "administrar", posicionamento não raro do próprio Arnaldo César Coelho. Administrar, sem aspas, e de acordo com o regulamento. Poderia ser um fator para melhorar a qualidade do futebol e até evitar condutas violentas, muitas das vezes causadas pelo hábito de alguns juízes, de "administrar".  

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

Típica de inverno esta manhã patense. Céu "azulim", virgem de nuvens. O friozinho já se apresenta com promessa de friozão. A beleza do céu compensa.

26 de abr de 2014

UM PASSEIO PELO MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DA USP

Não posso chamar de visita. Foi um simples passeio, quando me encaminhava para o Parque do Ibirapuera. Só uma olhadinha e poucas fotos. O estômago não se teria convencido de que poderia ser interessante visitar de verdade. Depois, uma volta pelo parque, sem me deter para visitar qualquer coisa. Só mesmo a agradável observação da natureza (apesar da inserção de alguns elementos que imitam a natureza, parecendo-me desequilíbrio) e a busca pelo almoço.
Valeu a pena tudo.

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

Manhã paulistana do dia em que retornaremos. Ensolarada com nuvens, árvore floridas nas avenida Ibirapuera, diferente daquela de nossa chegada, que apresentou-nos a velha e famosa garoa fininha, prenunciando frio.

25 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA NOITE

Noite paulistana, frio ameaçando chegar, céu sem lua, com algumas nuvens. Valeu o passeio pela Avenida Paulista, aonde o acaso nos trouxe ao encontro minha neta Tainah.

Foto: WIKIMEDIA COMMONS
http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Avenida_paulista_masp.jpg

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES




"Mais fácil aprender japonês em braile do que você decidir se dá ou não."


Djavan em "Se".
Para ouvir com o autor: http://letras.mus.br/djavan/69400/


Foto: Blog do Rodrigo Ferraz
http://www.blogdorodrigoferraz.com.br/v1/wp-content/uploads/2013/11/djavan.jpg




O TERRORISMO DAS ESTATÍSTICAS

Temos tido nossa vida pautada pelas estatísticas: n% dos acidentes ocorrem assim; y% dos casos de tal doença ocorre com as pessoas que fazem sei-lá-o-que; z% dos homens tem comportamento assim ou assado; intenções de voto... montão de coisas.
Sempre desconfiei, principalmente por não explicarem para nós como são feitas as pesquisas. Quando saiu aquele percentual de homens que acham que tal tipo de mulher "merece ser estuprada", tive vontade de emitir opinião. Desisti por causa da grita revoltada de minhas amigas, de minha filha mais nova, todas revoltadas com os homens. Depois deu naquilo: o percentual não era aquele anunciado mas um outro muito menor. Não me importa o índice. Um só homem pensar que possa ocorrer de uma mulher "merecer ser estuprada" é o bastante para, no mínimo, discordar do solitário "monstro" e abrir campanha contra o indivíduo, ainda que o mesmo não tenha a mínima capacidade formadora de opinião.
Em alguns casos, já pensava que o próprio governo induz determinados resultados de pesquisa, com o objetivo de gerar polêmica e até revolta, a fim de desviar as atenções da sociedade dos fatos negativos que o nosso dia-a-dia nos mostra, pela manhã, à tarde e à noite. Deve ser cisma do blogueiro, ora. Ninguém é tão mau e maldoso que queira enganar tanto o povo.
Agora, a revista Veja (23/04/2014), páginas 52/55 vem falar-me de "O GOLPE DA PESQUISA". A ideia que passa é de manipulação de pesquisas, para atender a interesses do governo.  Se for mentira, é lá da Veja.
O assunto serviu-me para dizer o que pretendia, a respeito do tipo de mulher que "merece ser estuprada". O que li, quando do barulhão, foi que a mulher que se veste (ou se despe) de determinada maneira "merece ser estuprada". Se a resposta à pesquisa era essa, penso que só pode ser porque a pergunta fora feita mais ou menos assim: "a mulher que se veste (ou se despe) assim ou assado merece ser estuprada?". Pelo que conheço de pesquisas, as alternativas de resposta não podem ser muitas. Por exemplo? "Participe da nossa enquete? Qual foi o gol mais bonito da rodada? 1, do Fulano; 2, do Beltrano; 3, do Ciclano. Se o pesquisado achou outro gol mais bonito, não tem como manifestar isto. Então, se a pergunta sobre "merece ser estuprada" foi feita como dito acima, as alternativas de resposta só poderiam ser: 1, sim; 2, não; 3, não quero opinar. Se ocorreu assim, a pesquisa foi dirigida. Se tiver sido feita em determinados ambientes sociais, não é de assustar que um percentual (muito menor do que aquele anunciado) pudesse ter caído na armadilha.
Aposto que a pergunta que gerou a resposta revoltante não terá sido "o que merece a mulher que se veste (ou se despe) assim ou assado?". Tivesse sido assim e penso que haveria um número muito grande de alternativas de respostas, circunstância que não interessa aos órgãos de pesquisa.
Penso que é preciso ter cuidado com o terrorismo das pesquisas.

Imagem: ALMAQUE DO FUTEBOL BRASILIENSE.
http://historiafutebolbrasiliense.blogspot.com.br/2013/09/estatisticas-do-campeonato-brasiliense_15.html

24 de abr de 2014

A LINGUAGEM COMO LIMITE

Leio na revista Veja, edição 2370, de 23 de abril, em Panorama Veja Essa:


"Os limites da minha linguagem significam os limites do meu próprio mundo."

Assinado por Ludwig Wittgensteins, filósofo austríaco.

Incomodou-me muito, atentando para meus limites de pouquíssimos conhecimentos da língua inglesa (uma birra minha, por achar os estadunidenses imperialistas, e não gostar disto), e também para meus limites com a música. Caminho muito devagar no entendimento e na compreensão.
Hoje, tive a oportunidade física de ver que pode realizar-se melhor quem consegue superar os limites de sua linguagem. Estava em um shopping em que dá de tudo, na Avenida Paulista: perfumes, bolsas, roupas, eletrônicos, óculos... Muitos estrangeiros exercendo o comércio, com predominância de mulheres nas lojas de moda. Parecem japonesas mas verifico que, na maioria, são coreanas.
Paramos - minha mulher e eu - em uma loja de óculos de sol. Pois não é que as moças conseguem exercer bem o seu ofício de vendedoras utilizando-se de um número muito pequeno de palavras e de expressões em português? Não mais do que "cique" (chique), "podelosa", "neutlo", "de verdade" e "com certeza". Enquanto a cliente experimenta um exemplar, a vendedora fala: "cique"; esse é "neutlo"; "podelosa". À medida que a negociação vai evoluindo, a vendedora muda um pouco o lacônico discurso: "de verdade"; "com certeza". Observando, comentei com minha mulher que a vendedora usava "cique", "neutlo" e "podelosa" como elementos de persuasão; conforme o encaminhamento, usava "de verdade" e "com certeza" como tentativas de fechamento de negócio. Deve funcionar. No mínimo, a coreana consegue comunicar o seu interesse com cinco expressões apenas.
Vou tentar alargar meus limites, de que falei aí em cima. Quem sabe...

Foto por Priscila.
https://www.google.com.br/search?q=shopping+importados+avenida+paulista+s%C3%A3o+paulo+belo+horizonte&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=fq5ZU5_xI6iF2AXF2YGAAQ&ved=0CAcQ_AUoAg&biw=1280&bih=685#q=avenida+paulista+s%C3%A3o+paulo+sp+boulevard+monti+mare+interior&tbm=isch&facrc=_&imgdii=_&imgrc=BY35aJkfitLuKM%253A%3BYWisN_TrefdBQM%3Bhttps%253A%252F%252Firs2.4sqi.net%252Fimg%252Fgeneral%252F600x600%252F13990920_s8_qBHR6mU7Em01MBPSiopEcdsuD50_spAMzcKiLXeY.jpg%3Bhttps%253A%252F%252Fpt.foursquare.com%252Fv%252Fboulevard-monti-mare%252F4b6eef94f964a520f0d12ce3%252Fphotos%3B600%3B600

23 de abr de 2014

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - GERALDO NUNES, ARTÚLIO REIS E MONALISA

"Num canto batucava João de Barro, Lamartine e Pixinguinha, Almirante e Noel."


Geraldo Nunes, Artúlio Reis e Monalisa em "Memórias do Café Nice".




Para ouvir com Milton Carlos:
https://www.youtube.com/watch?v=HyjrsQl8jRc

Imagem: canguleiro3.blogspot.com
http://canguleiro3.blogspot.com.br/2012/05/milton-carlos-largo-do-boticario-1976.html

DIA NACIONAL DO CHORO EM BH - "BRASIL CHORA WALDIR"

23 de abril é aniversário do nascimento de Pixinguinha, um dos maiores ícones do Choro. Por isto, é Dia Nacional do Choro, comemorado no Brasil, nos lugares aonde se cultua o Choro.
Na onda, Belo Horizonte oferece "Brasil Chora Waldir". De uma só vez, chora Waldir Azevedo e Waldir Silva, dois cavaquinistas que fizeram história com o instrumento e com o Choro, ora homenageados pelo Clube do Choro de Belo Horizonte.
Aonde: no ponto mais tradicional de Belo Horizonte, a Praça 7, com pirulito e tudo. Cine Theatro Brasil Vallourec, o antigo e remodelado Cine Theatro Brasil, uma das maiores casas de espetáculo da capital mineira, antes que o cinema de salões tivesse sido substituído por salas menores, principalmente nos shoppings.
Hoje, a casa abre com pompa e honra o Chorinho, gênero musical genuinamente brasileiro, raiz do samba e de suas variações.
No programa, muitos craques devotos do Chorinnho e dos "Waldirs". Destaco meu amigo Ausier Vinicius, do Pedacinhos do Céu - casa temática que fica no Alto Caiçaras. Ele mesmo me fez o favor de enaltecer todos os outros participantes, cujos nomes podem ser vistos na ficha técnica colada aqui.

COMER BEM EM PASSA QUATRO:LANCHES E GULA.

Pensam que eu iria ficar fazendo propaganda só do Villa Comini, restaurante da minha filha Ana? Pensam que sou muito louco? A Fifi - outra filha - me mataria! É dela o Café Maria Fifi. E não é só por medo dela, não. Lá no Maria Fifi a gente encontra o melhor pão de queijo, que só falta falar "uai!" e "sô!".
Um suco de laranja de beber rezando. E as guloseimas? Pudim de leite condensado, brigadeiro, um sorvete-surpresa com calda de goiaba (eu não conhecia), torta de chocolate, bolo de limão com chocolate quente... café é para garantir o nome da casa. Coisa de ficar freguês e dar uma chance para a gula.
Por isto é que, quando vou a Passa Quatro, almoço no Villa Comini e vou para a sobremesa no Maria Fifi. É só sair do restaurante para a direita e virar a primeira esquina, também à direita. Facim, facim! Tudo 0800 (para mim, é claro!). Mas também não é só por isto, não, uai! É porque é "bão dimais, sô!".

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

O gênio espontâneo de PixinguinhaOuvindo um chorinho de Pixinguinha. Hoje é dia do aniversário de nascimento do grande músico e compositor e, por determinação legal, Dia Nacional do Choro. Salve a manhã de Pixinguinha!


Foto: Estadão.
http://topicos.estadao.com.br/pixinguinha

22 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA TARDE

Tarde cinzenta, alguns trovões ameaçando chuva. A natureza prepara-se para as tardes frias mas claras e ensolaradas do inverno.

NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - CHÃO DE ESTRELAS



"Tu pisavas nos astros, distraída, sem saber que a ventura desta vida é a cabrocha, o luar e o violão."







Orestes Barbosa, com melodia de Sílvio Caldas, em "Chão de Estrelas".


Para ouvir com Sílvio Caldas:
https://www.youtube.com/watch?v=Li5SWL5tISE

Imagem: Eu Quero um Samba
http://euqueroumsamba.blogspot.com.br/2010/01/o-cantor-das-despedidas.html

COMER BEM EM PASSA QUATRO

Não custa repetir que Passa Quatro é uma bela cidadezinha que repousa nas fraldas da Serra da Mantiqueira. Sul de Minas, divisando com Cruzeiro, no Estado de São Paulo. Quem queira pode repousar também. Paisagens lindas, o Parque da Mantiqueira, cachoeiras ótimas, sossego para quem gosta, festa de vôos livres, quando os "voadores" acham de ir para lá. Mountain bike, para aproveitar o perfil do solo. Hospedagem de boa qualidade.
Ampliar
E comer? Ah! Comer? É claro que indico o Villa Comini, uai! Propaganda? Claro! E não "havera" eu de fazer propaganda do restaurante da minha filha "Comini" e do meu genro "Villa" que poderia ser "Villa Real" mas que foi simplificado para "Villa Comini", em sugestiva harmonia dos nomes do casal.
Ampliar
Não fica por aí, só, não, gente! A comida é muito gostosa (falo a verdade provada) e variada. A truta estava deliciosa. E olha que não sou muito chegado a peixes. Alguns pratos "fora de buffet" sensacionais. Também é possível encomendar especiais, como está no cartaz.
Depois do almoço (ou antes, se preferir), um passeio na legítima "Maria Fumaça", que vai até a entrada do túnel que separa Minas Gerais de São Paulo. A paisagem compensa!

21 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA NOITE

A noite chegou com chuva forte. Rajadas de vento jogando a água de um lado para o outro, um espetáculo muito bonito. Benvinda noite!


Imagem: fotos no google.
https://www.google.com.br/search?hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1920&bih=955&q=noite+com+chuva+de+vento&oq=noite+com+chuva+de+vento&gs_l=img.3...3877.6989.0.7230.24.13.0.11.11.1.265.1373.8j3j2.13.0....0...1ac.1.41.img..12.12.715.ojcPI1H_GH0#imgdii=_

JORNADA EM CABO FRIO PARA DONA CIDA

Dona Cida é uma senhorinha muito simples, que ainda guarda os hábitos dos tempos de muita dificuldade com a criação dos filhos, uma viuvez pobre.
E quem é que a Dona Cida vai admitir como amigo, adicionando-o, no íntimo de seu coração? O Beto, meu genro. Carioca cheio das malandragens, é um cara muito bacana mas que não perde oportunidade de zoar alguém, por mais respeitável que seja. E Dona Cida, envolvida com a amizade que se desenvolveu entre seu filho mais velho e o Beto, entrou na deste. Virou amiga, de passear e ir a supermercado junto.
Pois não é que o Beto ficou sabendo que Dona Cida ganhara da nora um "pacote" para um dia em Cabo Frio? Sair pela manhã, com retorno ao fim da tarde.
Com um pacote desses, o empacotado sai de sua cidade em um ônibus, faz uma viagem que não é mais longa que 250 Km e fica na praia durante o dia inteiro. Para uma senhorinha de hábitos simples, contando cada moedinha, fiel a seus hábitos, praticamente neófita em tais aventuras, Dona Cida não achou legal. Voltou contrariada. Cansaço demais, sem saber e poder aproveitar o passeio. Primeiro, o Beto "pilhou" Dona Cida (como ele mesmo diz) e inventou que a nora lhe dera aquele "pacote" de sacanagem. Depois, resolveu ir adiante. Ligou para Dona Cida, a voz empostada de locutor de rádio ou televisão:
- Boa tarde, Dona Cida! Aqui é das Lojas Cem. Liguei para comunicar que a senhora foi sorteada e vai receber um prêmio, por ser absolutamente pontual no pagamento de suas prestações.
- Mas eu não comprei nada aí, nestes tempos!
- É uma pesquisa de longo tempo, minha senhora! E a senhora destaca-se entre os clientes das Lojas Cem, pela pontualidade em todos os pagamentos.
E arrematou:
Praia das Conchas - Cabo Frio - por cabufa
Praia das Conchas - Cabo Frio
- A senhora vai receber aí, Dona Cida, em sua casa, um representante da loja, para entregar-lhe o voucher de um pacote turístico, para passar um dia inteiro em Cabo Frio, conhecer as delícias daquele lugar, apreciar a beleza imensa que é Cabo Frio. A senhora poderá ir no dia que escolher.
Dona Cida nem deixou esfriar. Rebateu de bate-pronto:
- Eu não quero essa porcaria, não! Não quero ir para Cabo Frio, não! Deus me livre de repetir aquela canseira.
E desligou na cara do Beto!
Era isso mesmo que o sacana queria.

Imagem: Loucos por Praia.
http://www.loucosporpraia.com.br/praia-das-conchas-cabo-frio/

SAUDAÇÃO DA TARDE



"Quando o sino saudoso murmura badaladas da Ave-Maria."











Erothides De Campos em "Ave Maria".



Imagem de Erothides: MPB CIFRANTIGA
http://cifrantiga3.blogspot.com.br/2006/03/erothides-de-campos.html


Imagem sino: Ipê Amarelo
http://eliasguara.blogspot.com.br/2013_06_01_archive.html

Para ouvir com Carlos Galhardo:
http://www.vagalume.com.br/carlos-galhardo/ave-maria-erothides-de-campos.html

NAS LETRAS DAS NOSSAS CANÇÕES - SAMBA DA MINHA TERRA





"Quem não gosta de samba bom sujeito não é."








Dorival Caymmi em "Samba da minha terra".


Vídeo com o autor:
http://letras.mus.br/dorival-caymmi/45588/

Foto: Blog J Marcelo Fotos
http://www.jmarcelofotos.com/2012/02/dois-de-fevereiro-por-dorival-caymmi.html

20 de abr de 2014

19 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

"Todo dia ela faz tudo sempre igual, me sacode às seis horas da manhã, me sorri um sorriso pontual e me beija com a boca de hortelã".

Chico Buarque em "Cotidiano"

Para ouvir com o autor:
https://www.youtube.com/watch?v=3ZW_keqnzD8

18 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA TARDE

Entardecer em Passa Quatro, na cidade e no alto da serra, divisa com o Cruzeiro, no Estado de São Paulo. Sol já encoberto, sombras tomando conta da paisagem.













SAUDAÇÃO DA MANHÃ

Estamos em Passa Quatro, Sul de Minas, visitando Fifi, Nanete e Beto. Manhã com o sol iluminando a serra. Muito agradável rever as filhas com genro. A região é linda e hoje poderá ser, também, cenário da Saudação da Tarde e da Saudação da Noite.

16 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA NOITE








A lua cheia, entre nuvens, sempre proporciona belas imagens.

SÍNDROME DE MACACO SÓCRATES

Continuo sem entender. Assisti, ontem, ao pronunciamento da Presidente da Petrobrás. Disse, com todas as letras, que a compra da tal usina, tão polêmica, não foi um bom negócio. Disse mais: um investimento de recuperação quase impossível. Hoje, assisti a um pedacinho do pronunciamento do ex-Diretor da área internacional da empresa. Disse que Pasadena foi bom negócio mas que, depois, houve um desvio estratégico, por causa de despesas muito altas no pré-sal, muito promissor. E que o tal relatório - que a Presidente qualificou de defeituoso, técnica e juridicamente - não pretendeu ocultar qualquer coisa de quem quer que seja; e que as tais cláusulas "ocultas" são um lugar comum na espécie de negociação. Mais: disse que as ações da Petrobrás perderam valor porque são muito altas as despesas com a exploração no pré-sal e, portanto, os resultados positivos caem, nos balanços.
Pareceu-me lógico, sem ser entendido, mas achando que não pertenço à categoria dos estultos: pode ter havido um desvio para um rumo mais promissor; se não deu ou não der certo, não terá havido qualquer negligência, coisa inerente a negócios. Quanto aos investimentos muito altos no pré-sal, reduzindo resultados positivos nos balanços, também parece lógico. Pode ser que os resultados do pré-sal superem em muito o prejuízo de Pasadena.
Oriessa! Se está tudo certo, se tudo o que aconteceu e que está acontecendo na Petrobrás faz parte dos riscos do negócio, que não houve gestão negligente ou "malfadada" - o ex-Diretor abominou esse termo - então, por que raios nem o Governo nem o Lula querem a CPI? O lógico não seria fazer a CPI, depressinha, para provar, antes das eleições, que a oposição está fazendo terrorismo eleitoral, e que o Governo e a Direção da Petrobrás deram um show?
Contra a minha vontade, o Macaco Sócrates insiste em incorporar em mim: "eu só queria entender".

Imagem Sócrates: Crônicas do Motta
http://cronicasdomotta.blogspot.com.br/2013/04/eu-so-queria-entender.html

Imagem petróleo: Petróleo ETC
http://www.petroleoetc.com.br/fique-sabendo/engenharia-de-poco/

SAUDAÇÃO DA TARDE

Nuvens cinzas-chumbo no céu são embelezadas pelo discreto tom róseo do pôr-do-sol. Entardecer em Patos de Minas, visto da minha janela.



ILUSÕES - VI BOB MARLEY

Viajei, sim! Estava na janela do apartamento de minha irmã, em Belo Horizonte, quando vi Bob Marley. A foto está aí para provar. Foto tirada com celular, a uma distância aproximada de duzentos metros. A parte iluminada não era lua. Era uma lâmpada pouco mais forte. À direita dela, Bob Marley, cantando ou dando uma gargalhada, cabelos caindo sobre a testa e aqueles famosos cabelos enrolados para trás. 
No dia seguinte, fui ver à luz natural. Os cabelos revoltos na testa, as palmas de um coqueiro; as mechas de cabelos enrolados atrás, os galhos de uma árvore. À noite, à distância, era uma imagem só.


NAS LETRAS DE NOSSAS CANÇÕES - JUCA




"O delegado é bamba na delegacia, mas nunca fez samba, nunca viu Maria."


Chico Buarque de Hollanda, em "Juca".





Para assistir a vídeo, com o autor:
https://www.youtube.com/watch?v=MWxbRzO60Uw

Imagem: _moviola pos-moderna
http://moviolaposmoderna.blogspot.com.br/2009_03_01_archive.html

O POETA WANDER PORTO DÁ O AR DE SUA GRAÇA

ESSE WANDER PORTO!




O Poeta está pralá de metido: agora faz arte visual também. E muito beleza!

SAUDAÇÃO DA MANHÃ

Oh! Manhã de sol
Anhangá fugiu.







Da letra de uma velha canção.
Imagem: Viajando.
http://audmara.blogspot.com.br/2013/05/a-vitoria-regia-de-mamiraua.html

15 de abr de 2014

SAUDAÇÃO DA NOITE

Lua ganha tons vermelhos vista de Buenos Aires, na ArgentinaA saudação da noite vai para a "Lua Sangrenta", fenômeno em que, em eclipse total, a lua adquiriu coloração avermelhada. Foi visto na madrugada de hoje. Alinhamento perfeito entre Terra, Lua e Sol.

Imagem: EXAME.COM
http://exame.abril.com.br/tecnologia/album-de-fotos/lua-sangrenta-e-fotografada-pelo-mundo-veja-imagens

SAUDAÇÃO DA MANHÃ



Manhã de sol
clara e louçã.
No abrir a janela,
mergulhando nela,
me sinto feliz.





Manhã cinzenta
de chuva na serra.
A terra poeirenta,
molhada, agradece
em verde que cresce.