23 de out de 2012

A AJUDA DO ÁRBITRO FOI ALÉM DO CAMPO. FLU LEVOU VANTAGEM, GALO PODE PERDER

A pusilanimidade do árbitro de Atlético x Fluminense resultou em enorme vantagem para o Flu. E pode resultar em desvantagem para o Atlético. Verdade é que as coisas do campo costumam ir além.
Achei que Deco foi sério candidato a expulsão, pelo conjunto de faltas desleais que praticou. Mas isto é subjetivo. Aceito, portanto, ainda que contrariado, as decisões recorrentes do árbitro de não lhe aplicar o amarelo (dobrado, resultaria em expulsão). Mas não concordo com as decisões do árbitro, logo depois do terceiro gol do Atlético: deu cartão amarelo para Júnior César. Merecido! Fez molecagem. Mas não puniu Fred por ter revidado à molecagem com um golpe no rosto do adversário. O árbitro bem que tentou apartar Fred dos tricolores que o assediaram para pressionar, mas não deu conta. Ao agir no sentido de apartar, deu toda pinta de que iria aplicar pelo menos o cartão amarelo, o que resultaria na expulsão de Fred. Não teve peito. Não resistiu à pressão dos jogadores do Fluminense. Teria de ter-se feito respeitar. Não tendo sido atendido, para que se afastassem e deixassem-no afastar Fred, teria de distribuir tantos amarelo quantos necessários, até impor-se. Os jogadores do Flu foram além da indisciplina: aquilo é ameaça, mesmo. Faltou coragem ao juiz. Ou outra coisa qualquer. Dissemos, em outro comentário, que não basta que a mulher de César seja honesta; deve parecer honesta (http://cadikimdicadacoisa.blogspot.com.br/2012/10/atletico-x-fluminense-coragem-do.html). Acabou não aplicando o amarelo em Fred.
As conseqüências do conjunto da obra: Júnior César poderá ser julgado pelo STJD, pela molecagem, porque, tendo recebido cartão, o árbitro terá, certamente, declinado os motivos, na súmula. Penso até que nada de mais. Futebol deve ser limpo. Mas o Fred passa de liso. Como outros atletas do Flu, que praticaram atos até de violência e de pressão constrangedora contra o árbitro (deixaram a bola, trocando-a pelo corpo do adversário). Nenhum deles será julgado pelo STJD (não estarão contemplados na súmula).
Resulta que o Fluminense seguirá no campeonato com seu elenco completo. Uma dádiva!

PS.: fui um torcedor moderado do Atlético. Ia assistir aos jogos daquele Cruzeiro maravilhoso de Tostão, Dirceu, Piaza e companhia. Não torço mais. Continuo gostando de futebol. Mas não dou conta dos dirigentes, dos árbitros, de alguns comentaristas... Melhor só ver o jogo. Mas o jogo de domingo foi de matar!

Imagem: Futebol Distrital de Leiria.http://futeboldistritaldeleiria.blogspot.com.br/
Postar um comentário