6 de abr de 2012

INCRÉU

É preciso acreditar que o céu é azul,
mesmo que densas nuvens negras anunciem tempestade.
Mesmo que venha, em turbilhão, o vento sul,
acreditar que a mansidão da brisa é que é a verdade.

Crer mais nas palavras que nos gestos,
nas promessas mais que nas ações.
Crer em quimeras, fantasias, fadas,
em feiticeiras más, em mágicos anões...

É preciso acreditar, mesmo que o medo
da verdade revelada nos perturbe os sonhos
acalentados por íntimos desejos, desde cedo.

É bem melhor viver em doce devaneio,
a imaginar momentos mais e mais risonhos,
porque, afinal, sempre é preciso crer. Mas eu não creio!










Foto: Nossa Gente Assissence.
http://assisenses.blogspot.com.br/2011/10/escureceu-mais-cedo-em-sao-francisco-de.html
Postar um comentário